segunda-feira, 13 de abril de 2009

Olá queridos!

O objetivo deste espaço é de ensinar um pouco a vocês sobre este grande mundo dos bichos. Para você que adora afagar um gato, brincar de bola com cachorros ou ficar ouvindo seu canário cantar, este é o seu lugar!

Eu, particularmente, já tive alguns, não muitos, animais. Gatos, tive 4. O primeiro era um siamês, macho, o Mimi, que papai comprou para mim quando eu tinha 6 anos. Pequena ainda, não sabia direito como cuidá-lo, morava num apartamento e deixava-o sair à vontade. Até que quando Mimi estava com 4 anos, chegou em casa sem um dedo e com uma ferida grande entre a orelha e o olho direito. Detalhe: a ferida estava cheia de larvas de mosca, que vocês devem saber como é. A primeira coisa que papai fez foi levá-lo ao veterinário, saiu um pouco caro mas ele ficou totalmente curado em pouquíssimo tempo. Na época morávamos em Jardim da Penha e quando nos mudamos para Jardim Camburi, Mimi já estava com 5 anos. Continuava tendo as "saidinhas" dele até que se passaram 3 dias e nada de Mimi voltar. E realmente não voltou nunca mais. Chorei tanto, masss... águas passadas não movem moinhos!

Ainda na época que tive o Mimi, tive também um cão Coolie, o Jack, homenagem ao cantor Michael Jackson, caramelo e branco. Bagunceiro que só ele, papai não o aguentou (pobre cão, imagine um do seu porte num apartamento!) e doou para uma amiga. Continuei visitando Jack, foi muito bem criado e ficou feliz com anova família.

Após ir para Camburi, também tive um Cocker Spaniel, macho, Pimpo, preto e branco. Este também foi doado com 1 ano, mal tinhamos tempo para brincar com ele.

Lembro também de alguns periquitos australianos, verdes e azuis. Tivemos Topolinos, Hamster chinês... Cada um!

Atualmente tenho uma gata vira-lata, a Laurinha, cria da gata do meu vizinho, a Bebel. Agora virou moda colocar nome de gente em bicho! Isso porque a vó domeu marido é branca de olhos azuis, assim como a Laurinha. =)
Já passei por alguns sufocos com Laurinha, que a pouco foi ataca por 2 vezes por um gato de rua.
O tratamento e recuperação contarei mais tarde, como é muito comum acontecer briga entre os bichos, esta experiência será de grande valia caso ocorra a mesma situação com algum bichinho seu.

Bom, aqui você conheceu um pouco dos bichinhos que tive, espero poder compartilhar experiências e troca de informações com vocês.

"Os animais merecem amor, respeito, moradia e alimento, isso não é invenção, isso é lei"

1 comentários:

Rondilei Paixão disse...

Concordo com o comentário que a Erika postou.
Respeito aos animais.
Abç a todos e otimo feriado.

Postar um comentário